.NET Architects Days 2015 - DNAD15

O MAIOR evento de arquitetura do Brasil.

O .Net Architects Days é uma conferência nacional sem fins lucrativos focada em arquitetura de software. O objetivo do evento foi trazer para o mercado uma visão avançada sobre desenvolvimento de software utilizando padrões, práticas, técnicas e ferramentas que permitem o desenvolvimento sustentável de um aplicativo. Contamos com assuntos técnicos, conceituais, práticos e acadêmicos.

Público alvo

Este é um evento não destinado apenas à comunidade técnica de desenvolvedores e arquitetos. Entre os papéis interessados no evento encontram-se:

Código de Conduta

Código de conduta a ser seguido por todos os participantes do evento, com o objetivo de ter um evento inclusivo, amigável e livre de assédio.

Fique ligado

Acompanhe as últimas novidades do evento pelo Twitter seguindo a hashtag #DNAD15, seguindo @netarchitects para obter mais informações sobre o evento.


Inscrições

Vamos liberar a compra por lotes, e cada lote terá a confirmação de 5 palestras! Portanto quem gosta e acredita no evento, vai comprar no lote com o menor custo de investimento possível.

Início Término Valor
13/Março 22/Março R$ 140,00 + taxa Sympla
23/Março 19/Abril R$ 180,00 + taxa Sympla
20/Abril 26/Junho R$ 210,00 + taxa Sympla


Submissão de palestras

Call4Papers encerrado. Obrigado a todos que submeteram palestras pro DNAD 2015


Palestrantes

140x140

Flavia Fortes

Flavia Fortes trabalha há 5 anos com programação. Passou pelos tempos obscuros do ASP e já desenvolveu diversos apps em PHP e Ruby On Rails. Atualmente trabalha na Plataformatec e tem vasto interesse no processo de aprendizado de novos devs, boas práticas e mulheres na tecnologia.

140x140

Giovanni Bassi

Arquiteto e desenvolvedor, agilista, pai, filho, escalador, ciclista, quebrador de status quo, Microsoft MVP. Escreve artigos, fundou o .Net Architects, mantém o podcast Tecnoretórica, um blog e muitos projetos no Github. Você o acha no twitter @giovannibassi. É agilista, e trouxe os programas da Scrum.org pro Brasil. Criou a Lambda3, que insiste em fazer projetos e consultoria direito.

140x140

Igor Abade

Igor Abade V. Leite (igoravl@mvps.org) é Microsoft MVP (Most Valuable Professional) de Visual Studio ALM desde 2006. Palestrante em diversos eventos da comunidade de desenvolvimento de software (TechEd Brasil, The Developers’ Conference, ALM Summit Brasil, Agile Brazil, Visual Studio Summit, QCON e outros), é também autor de artigos em revistas e sites como o MSDN Brasil. Desde março de 2011 é um dos sócios da Lambda3, uma consultoria especializada em ALM, desenvolvimento de software e treinamentos. Visite seu blog sobre VS ALM em http://www.tshooter.com.br/ e siga-o no Twitter @igorabade.

140x140

Felipe Oliveira

Felipe (“Scaphe”) é cientista da computação, programador poliglota com vinte anos de experiência na área de tecnologia, e especialista em SOA, projetos de integração e HPC. É fundador da SOA|EXPERT e foi IT Manager da VAD da Sun Microsystems, arquiteto de software chefe da América Latina do BNP Paribas, arquiteto das empresas General Eletric, Deloitte, Sul América e Grupo Pão de Açúcar, além de gerente de tecnologia e pesquisa BEA-Oracle. Tem experiência internacional em diferentes projetos e como palestrante em eventos e tracks sobre SOA. Responsável pela formação de mais de 2.500 profissionais no país, com múltiplos cases e mais de 40 clientes corporativos ativos.

140x140

Alexandre Chohfi

Formado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), é ex-desenvolvedor de jogos (com MonoGame e Unity), e atualmente desenvolvedor de apps na BR Soluções Integradas onde trabalha com Xamarin e frameworks de desenvolvimento de apps multiplataforma (Windows Phone, Windows 8, Android e iOS). Em 2013 foi reconhecido com o título de Microsoft Most Valuable Professional (MVP) em C#. Atualmente é MVP em Windows Platform Development, tendo também já passado pela categoria Windows Phone Development. Também é um ex-Nokia Developer Champion.

140x140

Maurício Aniche

Mauricio é mestre em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo (USP), onde fez sua pesquisa sobre TDD e sua influência no design de classes, e que resultou em seu livro “Test-Driven Development: Teste e Design no Mundo Real”, bastante popular no país. É também aluno de doutorado pelo mesmo instituto, onde pesquisa mineração de repositório de código e engenharia de software. Palestrante nos principais eventos da indústria (QCON, Agile Brazil, TDC, SBES) e da academia (Agile, ICSME, SCAM, ICST, SBES). No mercado de trabalho há 10 anos, atualmente atua como instrutor e líder técnico na Caelum | Ensino e Inovação, uma das mais reconhecidas empresas de treinamento em Java e agilidade do Brasil.

140x140

Gabriel Ferreira

Autodidata, programa há 10 anos e herdou a profissão do pai, também programador. Atuou 7 anos com .NET em diversos ramos: bancos, seguradoras, agências de marketing, telefonia. Atualmente é instrutor e programador na Caelum. Acredita que todo mundo pode programar e não tem preconceito nenhum com linguagens e tecnologias. Está sempre disposto a aprender e ensinar coisas novas.

140x140

Roberta Arcoverde

Tenho um pé na academia e outro na indústria, então vou resumir meus dois pés rapidamente: como pesquisadora, sou Mestre em Informática pela PUC-Rio, e Cientista da Computação pela UFPE, com ênfase nas áreas de Engenharia de Software e Linguagens de Programação. Na indústria, trabalho há 7 anos como desenvolvedora de software, com foco em aplicações Web e tecnologias Microsoft, e desde março de 2014 integro o time de desenvolvimento da Stack Exchange.

140x140

Plinio Balduino

Desenvolvedor de software há vinte anos, criador de grupos de usuários no Rio, Espírito Santo e São Paulo, autor de "Dominando JavaScript com jQuery" e "Clojure, Programação Funcional Descomplicada para a JVM", ambos pela Editora Casa do Código.

140x140

Manoel Pimentel

Mais de 18 anos em TI Agile Coach na AdaptWorks Presidente da Agile Alliance Brazil Já atuou em várias organizações grandes e complexas (Dell, Sicoob, Stefanini, Oi, GVT, XP, Itaú, Localiza, Petrobras ...) Um dos pioneiros em Agile no Brasil Ganhador da primeira edição do Troféu Luca Bastos Criador da revista Visão Ágil Chairman do Agile Brazil 2013 Escritor/Revisor/Palestrante Certified Scrum Professional, Certified Alpha Coach, SPC (Scaled Academy) e Licensed Trainer de Management 3.0"

140x140

Jac Abreu Lopes

Developer sem preconceitos. Mãe do Miguel. Já trabalhou com Java e agora se aventura com perl, sempre visualizando os pontos positivos nas linguagens e comunidades.

140x140

Juliano Alves

Software Architect, Polyglot Developer, Agilist, Climber and Hardcore Gamer. Software Craftsman at @lambdatres

140x140

Rodrigo Vidal

Rodrigo é MVP em F# e Engenheiro de Software Sênior da VTEX eCommerce Cloud Software

140x140

Renato Lucindo

Renato Lucindo é Especialista em Arquitetura de Sistemas com mais de 13 anos de experiência, tendo passado pelos principais portais do Brasil e desenvolvido sistemas de larga escala para email, armazenamento distribuído, sistemas inteligentes de combate a spam, controle de cloud computing e media streaming. Formado em Computação pela PUC-SP e Mestre em Otimização Combinatória pela USP.

140x140

Gleicon Moraes

Gleicon Moraes atua construindo e consertando sistema distribuídos e de larga escala há mais de 18 anos, além de programar em Python, Erlang e Go, e trabalhar com email, cloud, big data e automação de infraestrutura. Há algum tempo começou a trabalhar gerenciando pessoas e, desde então, teve a sorte de trabalhar em empresas e equipes que desenvolvem e operam alguns dos maiores sistemas do Brasil.

140x140

Breno Ferreira

Formado pelo Instituto Superior de Tecnologia de Petrópolis - RJ, desenvolvedor de software na Intelie. Instrutor de cursos de tecnologia. Possui experiência principalmente em .NET, Python e Javascript, mas também brinca de programar em outras linguagens, como Scala, Python e Ruby. Membro do da comunidade .NET Architects, Scaladores e Clojure-SP e F# Rio.


Programação

Sexta - 26/06/2015

08:30 - Credenciamento & Café da manhã


09:45 - Abertura


10:00 - Reescrevendo um Processador de Mensagens - Uma História de Fracassos

Roberta Arcoverde

Por mais que tentemos antecipar todos os possíveis problemas de uma determinada arquitetura, o surgimento de dívidas técnicas é frequentemente inevitável. Nessa palestra, falarei de uma das maiores dívidas técnicas da Stack Exchange: o sistema de processamento de mensagens do Stack Overflow Careers. Como algo que poderia ser tão simples se transformou na nossa maior dor de cabeça e todas as diferentes arquiteturas que desenhamos pra tentar resolvê-lo.

10:50 - Monads, elas não são tão assustadoras assim :)

Breno Ferreira

Com o lançamento do Java 8, programação funcional tornou-se, finalmente, mainstream. Praticamente todas as linguagens usadas hoje em dia possuem algum aspecto funcional. Apesar disso, algumas coisas de programação funcional ainda parecem pertencer ao reino da matemática, teoria das categorias, programadores Haskell, e longe do alcance dos meros mortais desenvolvedores comuns.
Nessa palestra irei mostrar o que são as temidas Monads, demonstrar que não são dificeis de entender, e que usá-las é muito simples (provavelmente você já usa e não sabe). Irei mostrar como as Monads auxiliam os desenvolvedores a ter uma vida mais tranquila quando trabalhando com valores nulos, programação assíncrona e reativa, tratamento de exceptions, entre outras coisas.

11:40 - Advogados do diabo: como a arquitetura emergente da sua aplicação pode jogar contra a entrega contínua

Renato Lucindo & Gleicon Moraes
O termo “arquitetura emergente” pode ser aplicado a situações em que a evolução da aplicação superou as expectativas iniciais e o evento de deploy passa a ser lembrado pela dor que causa.
Nossa experiência mostra que uma vez resolvido o pipeline de automação e de integração contínua, os desafios apresentados pelas aplicações não mudam tanto. Desde sistemas de email e clouds em diferente provedores de serviços, servindo milhões de usuários, até aplicações embarcadas específicas, vimos que um conjunto de assuntos e boas práticas cobre boa parte dos problemas que vão tirar seu sono.
Nessa palestra, vamos abordar práticas de desenvolvimento sob o prisma de prevenir falhas na mudança entre duas versões de um mesmo sistema em produção, utilizando exemplos como sistemas reais de email, streaming, coleta de dados e front-end. Serão discutidos os seguintes tópicos:
  • Conceitos e porque as coisas dão errado.
  • Diferença entre automação do build e deploy.
  • Desmistificando o PaaS genérico.
  • Métricas, métricas everywhere (a soma das partes equivale ao timeout do todo).
  • Timeout, cache, esquema de banco de dados.
  • Caso drama: Cade meu cache? Cade meu I/O?
  • Blue-green deploy e Loadbalancer: o inicio do seu PaaS.
  • Caso drama: tabela de contatos com 120M de linhas e migrations.
  • DDS, arquitetura emergente e bate prevenção: que sua aplicação não seja a desculpa para o Continuous Delivery.

12:30 - Almoço


14:00 - Diminuindo sofrimento com código legado de linguagens não mainstreams

Jac Abreu Lopes

Sistemas legados são o terror da maioria dos devs: código dos outros escrito muitas vezes sem seguir boas práticas e em uma linguagem quase completamente desconhecida. A proposta da palestra é dar um exemplo de que até o legado em Perl - uma linguagem que muitos tem medo até - pode não ser doloroso e que refactorings não somente são possíveis, como também sao muito bem vindos.

14:50 - Smart Oriented APIs: A evolução do SOA, como ciência de modelagem de APIs

Felipe Oliveira

Atualmente, os desenvolvedores de APIs utilizam intensivamente somente duas especificações: Web Services Tradicionais e RESTful – com a segunda ganhando muito espaço através de técnicas como Microservices. Esta palestra abordará uma nova visão para esse tipo de desenvolvimento, que leva em conta as mais diversas especificações que estão surgindo com foco em cada tipo de contexto e cenário.
Novas especificações, como OData, GData, CMIS, Streams API, WebSockets, AtomPub e uma série de padrões como CQRS, HateOAS, Service Grid e outras, trarão muitas opções a desenvolvedores e a possibilidade de usar o que melhor funciona em cada contexto.
A palestra também abordará o uso de frameworks de integração (ESBs) versus produtos de gestão de APIs (API Managers) como APIGee e CloudHub, que facilitam o design de arquiteturas orientadas a APIs, sem a burocracia excessiva de “arquiteturas SOA obsoletas”. Também é apresentado o uso de ALM em conjunto com essa estratégia, fazendo-se um paralelo com a introdução de técnicas de Microservices.
Por fim, iremos falar sobre os desafios que ainda teremos para composição de serviços, como controle transacional e compensações – e como esse problema poderá ser melhor resolvido através de uma nova DSL de máquina de estados, poliglota, implementada em diversas linguagens.

15:40 - Coffee-Break


16:00 - Conheça a nova arquitetura do compilador do C#

Giovanni Bassi

O compilador do C# foi reescrito em C# (antes era escrito com C++). Um código de mais de dez anos foi inteiramente revisto, novas camadas e abstrações foram criadas, resultando em um compilador muito mais modular, com diversas novas capacidades e muito mais fácil de manter. Esse não é o típico compilador que você conheceu na faculdade, ele vai mais além em diversos outros aspectos. Nessa palestra vamos entender essa nova arquitetura e descobrir que até para quem não é um cientista da computação tem muitas coisas divertidas para aprender e fazer com ele.

16:50 - MvvmCross: Reaproveitando seu código entre plataformas

Alexandre Chohfi

Você já deve ter ouvido falar do Xamarin, um framework para desenvolvimento nativo em C# para iOS e Android. Com o MvvmCross você consegue aplicar o padrão MVVM em C# para várias plataformas, dentre elas iOS, Android, Windows Phone, Windows 8, WPF e muitas outras. Nesta palestra, teremos uma visão de como funciona a arquitetura de um aplicativo MvvmCross e quais as vantagens de se utilizar este framework no desenvolvimento de apps multi-plataforma.

17:40 - Métricas, pra que te quero?

Mauricio Aniche

Por que a sua empresa resolveu abrir uma filial em Porto Alegre e não Belo Horizonte? Por que o supermercado coloca fraldas do lado da cerveja? Informações de negócio são geralmente tomadas a partir de dados. Em software, podemos fazer o mesmo. Quais são as melhores e as piores classes do nosso projeto? Quais classes são complexas demais ou muito acopladas? Como podemos melhorar o design de uma aplicação observando padrões idiomáticos e seu impacto na arquitetura? Para tomar essas decisões, precisamos usar métricas de código. Nesta palestra, mostrarei as diferentes métricas de código existentes, como e quando usar cada uma delas.

Sábado - 27/06/2015

09:30 - Café da manhã


10:00 - Aprenda mais sobre sua aplicação e seus usuários com Application Insights

Igor Abade

Desenvolver aplicações está cada vez mais difícil, em especial com a proliferação de dispositivos móveis e web sites. Você sabe quando sua aplicação deu erro? Ou quais recursos seu usuário acessa? E o desempenho em produção, está adequado? Venha conhecer o Application Insights, serviço da Microsoft que permite a captura de 'telemetria' de sua aplicação - na nuvem ou on-premises - para que você saiba exatamente o que acontece com seus sistemas em produção.

10:50 - Desmistificando imutabilidade

Plinio Balduino

Nessa palestra eu apresento mitos e verdades sobre imutabilidade, como ela diminui drasticamente a quantidade de bugs no código e como facilita o uso de programação concorrente e porque você deveria começar a utilizar hoje mesmo.

11:40 - Conheça os principais erros de quem está começando e aprenda a evoluir com eles

Flávia Fortes

O objetivo dessa palestra é pontuar os principais erros que um desenvolvedor comete no início de sua carreira. Apesar de o título ser específico, muitas dicas valem também para programadores de outras linguagens e plataformas, como bom uso do Git, por exemplo O conteúdo orienta os ouvintes a valorizarem diversas boas práticas, incuindo TDD, passando por conceitos como The Single Responsibility Principle até pequenas formas de melhorar a legibilidade do seu código.

12:30 - Almoço


14:00 - Usando containers para criar uma arquitetura de Microservices

Juliano Alves

A arquitetura de Microservices é uma abordagem que torna o desenvolvimento Web mais ágil e facilita a manutenção da bases de código. Nessa palestra vou explorar as características que tornam containers uma escolha interessante, tanto para desenvolvimento e testes da aplicação como para redução de custos e sua administração, ao criar uma arquitetura baseada em microservices no AWS com Docker.

14:50 - SAFe - Como escalar algo que é essencialmente artesanal?

Manoel Pimentel
  • Como rodar ágil em vários times?
  • Como sincronizar o trabalho desses times?
  • Como priorizar demandas organizacionais?
  • Como escalar uma arquitetura ágil?
  • Como tratar os riscos de maneira ágil?
  • Agile e governança, é possível?

Essas tem sido algumas das questões que o SAFe está ajudando a responder em grandes empresas que estão adotando ágil em larga escala com o propósito de reduzir o time-to-market, aumentar a satisfação dos clientes, agregar mais qualidade de vida no ambiente de trabalho e aumentar a percepção sobre o retorno de investimento.
Scaled Agile Framework(SAFe) é um modelo baseado em Scrum, XP e Lean orientado para a implementação de práticas ágeis em grande escala. O SAFe atua no nível de Programas, Projetos e Times, permitindo estabelecer uma linguagem comum desde a camada mais estratégica da empresa, passando pelas áreas de negócios até a área de tecnologia responsável pelo implementação de produtos e serviços estratégicos.

15:40 - Coffee-Break


16:00 - Domain Driven Functional Programming

Rodrigo Vidal

Você esta acostumado a desenvolver cruds, mas queria entender como tirar proveito de conceitos de programação funcional? Você queria tornar o seu dominio mais rico, mas a unica coisa que consegue pensar é em repositorios e serviços? Nesta palestra será mostrado um live coding de um dominio simples porém real de uma aplicação web usando asp.net webapi e F#.

16:50 - Debate

Todos

Debate sobre assuntos abordados durante o evento com todos os participantes.

17:40 - Encerramento


A grade está sujeita a alterações sem aviso prévio.


Local

Hotel Braston - R. Martins Fontes, 330 - Centro São Paulo - SP.

Vem de fora de São Paulo?

Hoteis

Recomendamos o hotel onde vai ser o evento, o Braston Hotel São Paulo.
Outras opções:

Transporte público

Recomendamos ir de Metrô, e descer em uma das estações mais próximas:

Mais informações no site do MetroSP.

Conheça a cidade

Se voce vem de fora, e não conhece muito bem a cidade, São Paulo oferece uma variedade imensa de pontos turísticos, parques, bares, restaurantes, clubes noturnos, entre outras coisas.

O Fábio Akita publicou no blog dele várias sugestões de lugares para visitar na cidade durante a estadia do pessoal que foi na RubyConf.

O Gizmodo também publicou algumas sugestões lugares legais perto de estações de metrô.


Apoio

O DNAD conta com o apoio de:

Caelum

Organização

Rodrigo Vidal

Desenvolvedor interessado em linguagens funcionais, engenharia, matemática e física. F# MVP.


Breno Ferreira

Desenvolvedor de Software @lambdatres. Random stuff, zoeira da rede mundial de computadores, programação funcional, games e tecnologia.


Emmanuel Brandão

Sou desenvolvedor de software. Apaixonado por código. Estou voltando a me apaixonar pela eletrônica, mas usando bastante software junto.


Maurício Aniche

PhD candidate in computer software, Mauricio works for Caelum. He researches on Mining Sofware Repositories, TDD, and Agile Methods.



Contato

Caso tenha alguma dúvida, problema de inscrição ou deseje patrocinar ou apoiar o evento, envie um email para: dnad@dotnetarchitects.net